Mohamad conta sobre sua viagem ao Marrocos pela STB

Mohamad Hindi foi para o Marrocos em Agosto, pela STB. Conversamos com o ex Master Chef sobre sua experiência e impressões

CORPO mohamad

S20: Qual foi o roteiro da sua viagem?
M:
Eu cheguei em Casablanca, primeira parada, depois seguimos para Meknes, Fez, Marrakesh e, por fim, Assouira.

S20: Você foi pelo programa Intrepid, qual a diferença entre viajar por conta própria e com esse grupo? Como era o grupo, quantas pessoas e quais os perfis em geral?

M:Eu nunca tinha viajado através desse programa e eu costumo não escolher viajar em grupo, prefiro me aventurar por conta própria e esse caso me surpreendeu! Nesse programa o guia ajudava bastante, fez bastante diferença! O grupo era de pessoas um pouco mais velhas, mas bem heterogêneo. Tinha um clima meio familiar, com uma senhora mais velha, um casal, uma mulher sozinha… Foi uma experiência diferente e boa!

S20: Qual foi o lugar que você mais gostou e qual foi a sua experiência mais gratificante que você trouxe dessa viagem?

M: Acho que o lugar que mais gostei foi Assouria que fica no litoral, a mais ou menos três horas de ônibus de Marrakesh. É um lugar mais tranquilo, tem uns hippies e dizem que o Jimmi Hendrix morou lá. O clima é melhor: mais fresco que o resto do Marrocos, e o clima do povo também é mais tranquilo.
Também gostei muito de Meknes porque lembra bastante a cidade de onde vem minha família, no Líbano. A cidade é de montanhas, bem pequena e tradicional.
Acredito que o mais gratificante em qualquer viagem já está no ato de viajar! Conhecer uma nova cultura é muito enriquecedor e essa viagem para o Marrocos foi isso. Uma nova cultura.

S20: E a culinária? Quais as surpresas, dificuldades, preferências? Você aprendeu novas receitas?

M: O que me deixou mais impressionado foi a forma como eles conservam as carnes, a higiene com certeza não é o forte do país, nos mercados de rua e nas medinas elas ficam expostas, mal refrigeradas… E por a carne não ter uma qualidade boa, eles usam tantos temperos e especiarias. Quanto as surpresas, não tive muitas, pois já tenho bastante familiaridade com a culinária árabe, por ter família libanesa. Mas é sempre muito bacana conhecer novos temperos e novas formas de cozinhar. Aprendi a fazer a tagine, prato típico marroquino, que é um tipo de cozido. O cuscus deles é feito de uma forma diferente da que eu faço aqui, foi legal conhecer novos ingredientes e esse novo jeito de cozinhar.

S20: Como foi o suporte da STB?

M: Cara, a STB deu todo o suporte, estavam sempre disponíveis para qualquer assunto e foi bem tranquilo. Gostei muito!

Fotos: Maria Mariutti
Tratamento: Aline Martirani

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *